quarta-feira, 8 de abril de 2015

1, 2, 3! Cara Patrícia...

“Estou sim boa tarde, estou a falar com a Senhora Patrícia Landim?”

Fico logo alerta, ou é uma operadora qualquer para me tentar vender algo, ou então uma ansiada entrevista.

“Sim, sim, sou eu.”

“Boa tarde Patrícia, como está? Daqui fala d’A Empresa onde a Patrícia mais quer trabalhar. Recebemos a sua candidatura e gostávamos de saber se tem disponibilidade para agendar uma entrevista.”

E assim começa uma grande temporada de entrevistas, seguidas por segundas e terceiras entrevistas, seguidas de um balde de água fria temperado com um toque de desilusão!
Pois é, andei eu numa correria, confiante.

“Agora sim, agora vou arranjar O Trabalho para mim!”

Fui entrevistada para vagas como Internal Account Manager, Account Estagiária e Estagiária de Marketing e Comunicação entre outras.

Tive dilemas interiores, porque foram colocadas propostas na mesa, como Recibos Verdes, ou Estágio Profissional que implicaria alguns sacrifícios. Acontece que quem tudo quer, o melhor quer! Rejeitei aquilo com que não me sentia 100% à vontade e aguardei ansiosamente pelo que mais queria. É estranho, porque vamos à primeira entrevista e temos aquele feeling de que correu super bem, quando recebemos a chamada da segunda entrevista é validação das tuas capacidades e na segunda entrevista é todo um conforto que vem da ausência do nervoso miudinho, mais uma vez correndo bem, quase que achamos que o trabalho é nosso, mas ainda há algumas dúvidas e venha a terceira. Dizem que à terceira é de vez? Pois não é bem assim. 

Às vezes há alguém melhor do que tu, ou alguém que preenche mais requisitos que tu, ou simplesmente tu não deste o teu melhor. Ficaste confortável demais... E chega o tépido e-mail:

“Cara Patricia Landim,

Vimos por este meio agradecer a sua candidatura.

No entanto, lamentamos informar que não prosseguirá no processo de candidatura, uma vez que existem outros candidatos cujo perfil melhor se enquadra na referida função.

Aproveitamos para endereçar os nossos votos de sucesso profissional.

Com os melhores cumprimentos,

A Empresa onde a Patrícia mais queria trabalhar”.

E agora de volta à estaca zero. Mais envio de CV’S.

“Não é um sprint. É uma maratona”

Entretanto continuo com o meu emprego na Firma em Lisboa. Nem tudo é mau!

Moral da história:

Não parar de enviar CV’s enquanto não há papéis assinados!

Acompanhem-me também no Facebook e Instagram:
@patriciaalandim 

4 comentários:

  1. Força Patrícia! Eu cheguei a ter cinco entrevistas "para o emprego de sonho" onde todo o tipo de indícios de que "o trabalho era meu" foram dados, mesmo antes de ouvir um grande "afinal... fica para a próxima". Tudo o que me resta dizer já está nas tuas palavras, continua a correr! Não desistas :) The best is yet to come

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Marta!

      Muito obrigada pelas palavras. Realmente é preciso lutar e não desistir.

      Muitos beijinhos :)

      Eliminar
  2. Baldes de água fria é o que mais vamos levar...Infelizmente!
    BOA SORTE

    ResponderEliminar