terça-feira, 20 de outubro de 2015

Quando era miúda, sonhava ser empregada de balcão

Drake - Crew Love feat. The Weeknd
Na minha cabeça há 1 ano e meio


Quando era miúda, uma miúda de 5 anos, tinha um sonho, um pequeno sonho. Queria ser emprega, mas acho que me fascinava a ideia de falar com pessoas, muitas pessoas diferentes ao longo do dia… Sorrir e servir, era aquilo que eu via acontecer sempre que ia ao café.

Basicamente, queria ser a senhora ali do Pão Quente, todas as manhãs, antes de ir para a escola, a senhora do Pão Quente oferecia-me línguas de veado, eu pedia “Línguas de gato, por favor” e ela sempre me deu as línguas de veado, mas nunca me corrigiu... Dá para acreditar que durante anos eu achei que línguas de veado e línguas de gato eram a mesma coisa?!

Enfim…

Ser empregada de café já era, tinha agora cerca de 10 anos quando decidi que queria ser médica, medicina ia ser o meu futuro, ia seguir o caminho para salvar vidas! Tão facilmente podia trazer uma vida ao mundo, como também poderia salvar uma vida, fosse por uma doença, ou por um acidente… Acho que era aquela responsabilidade que teria sobre a vida que me atraía, o impacto que teria na vida daquelas pessoas e até mesmo das suas famílias. Esta profissão já não seria incomum na minha família, a minha avó Vitória, mãe do meu pai, tinha sido médica. Nunca conheci a minha avó, morreu antes de nascer, mas ouvi tantas histórias dela, tenho a ideia que ela era um verdadeiro pilar na minha família, mesmo não a conhecendo, queria ser como ela. Queria ser médica, tal e qual a minha avó Vitória!

O.K.!

Agora, aos 14 anos, altura de testes psicotécnicos, supostamente muito elucidativos para escolher o percurso académico dali em diante. Sinceramente, não me lembro quais foram os meus resultados, mas lembro-me bem da insistência dos professores quanto às opções dos agrupamentos no Ensino Secundário, levaram-me a crer que a melhor opção seria o agrupamento de Ciências e Tecnologias, era “O mais difícil”, mas “O que dava para tudo”… Eu sabia que queria ser médica, e para isso, tinha que marcar encontro com a Biologia e a Físico-química nos seguintes anos da minha vida.

Aos 16 anos, já no décimo primeiro ano, a minha cabeça mudou, a minha vida escolar mudou, bem como vida social, a anterior aluna de 4’s e 5’s (e também 3 a educação física) era agora uma aluna de 13’s, poucos 14’s e uns quantos 12’s, sabia que para entrar em Medicina não estava a fazer o melhor trabalho do mundo, distraí-me com a novidade da nova escola, novas pessoas, mas também novas exigências, fui descuidada! De qualquer das formas, como disse, a minha cabeça mudou, já não queria ser médica. Agora, queria ser psicóloga!

A fase em que quis ser psicóloga não foi nada bem aceite pelos meus pais, lembro-me de quando disse à minha mãe, vi tristeza e preocupação nos olhos dela…
“Oh filha… Tens a certeza? É uma profissão que não está nada bem… Vais ter muitas dificuldades em arranjar emprego.”
A minha mãe é linda, é a mulher mais forte e trabalhadora que conheço, amo-a e respeito-a tanto… Mas o futuro é meu, a Patrícia de 16 anos sabia ouvir, mas sabia seguir as suas ideias, o que ela queria, o que ela sonhava...

Entretanto, tanto sonho, tanto sonho, e aos 17 anos, chegou a altura de dar o tudo por tudo. Eram os exames nacionais! Na altura, fiz exame a Matemática, Biologia e Geologia, Física e Química e Português. Senti-me confiante em todos, exepto Matemática, eu tinha a certeza que teria que repetir o exame na segunda fase. A maior das minhas surpresas nesse ano foi ter passado a Matemática, e ter chumbado em Física e Química, não só na primeira fase, mas repeti a proeza na segunda, e última fase.
“Oh não! Não, não, não e NÃO! Chumbei a Física e Química!”
Mal sabia eu, que este pequeno percalço na minha vida ia fazer mudar por completo aquilo que eu queria para o meu futuro, os meus sonhos mudara outra vez… Agora era certo que aos 17 anos não ia terminar o Ensino Secundário e não ia para a faculdade naquele ano como muitos dos meus amigos… Desta, não estava, de todo, à espera!

Nesse ano comecei a trabalhar a sério, o meu primeiro trabalho foi como empregada de balcão numa loja de gomas! O meu sonho de infância concretizou-se! Trabalhei no coração de Lisboa, no Chiado. Amo tanto o Chiado…

Neste trabalho, lidei muito com pessoas, portugueses, ingleses, espanhóis, franceses… Foi nesta altura, na transição dos 17 para os 18 anos que a miúda descobriu outro sonho. A miúda queria ser gestora!

Assim que passei a Física e Química, candidatei-me ao Ensino Superior, entrei em Gestão de Empresas, fiz um aninho daquilo, e guess what?! A miúda descobriu outro sonho, a miúda queria ser Marketeer!


P.S.: Quando comecei a escrever este post, estava a pensar escrever simplesmente sobre quando somos crianças, as coisas que queremos ser, astronautas, veterinários, médicos, cabeleireiros, n coisas… Chego ao fim, e não sei bem o que transpareci mais: 1) sou uma pessoa incrivelmente indecisa e que muda de ideias constantemente; 2) todos os caminhos vão dar a Marketing.
Escolho a opção c) a vida dá muitas voltas!

15 comentários:

  1. A vida dá muitas voltas , mas por exemplo eu desde pequena sempre disse que queria ser escritora e o sonho não mudou nem um bocadinho ahahah

    ResponderEliminar
  2. A vida dá as voltas que nós queremos que ela dê!

    ResponderEliminar
  3. A vida da muitas voltas, para encontrares o teu verdadeiro caminho!

    xoxo, Sofia Pinto
    Last Post ♥

    ResponderEliminar
  4. O que importa é que tenhas encontrado o teu caminho.

    ResponderEliminar
  5. Adorei ler este teu texto tão sincero e genuíno :)

    ResponderEliminar
  6. Quando somos crianças queremos uma coisa num dia e no dia seguinte já é outra diferente :) é giro olhar para trás e ver as voltas que a vida deu bem como os nossos sonhos :)

    ResponderEliminar
  7. A vida dá imensas voltas.

    http://retromaggie.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  8. Escolho a opção d) somos forçados a escolher muito cedo... :)

    ResponderEliminar
  9. Muitas voltas mesmo... O meu percurso até encontrar realmente aquilo que queria também foi assim um pouco como o teu...

    ResponderEliminar
  10. O meu blog tem o novo link: http://the-choice-13.blogspot.pt/
    Se quiseres continuar a acompanhar-me terás de voltar a seguir :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar